Missões – Oramos pela Coréia do Norte e Eritréia

Coréia do Norte

Esta Nação é o alvo de nossas orações, pois o Senhor nos disse em 2010 que Ele tem um chamado para esta Igreja alcançar esta nação. Portanto, oremos para que o regime comunista e totalmente fechado seja aberto para o Evangelho de Jesus entrar. Oremos também pelos cristãos perseguidos desta nação.

A classificação de países que mais perseguem cristãos no mundo, tem a Coréia do Norte como o país que ocupa o 1° lugar da lista.

Coreia do Norte

Bandeira
North-Korea
Região
Leste da Ásia
Líder
KIM Jong Il
População
24,4 milhões (60% urbana)
Religião
Tradicionalmente budista e confucionista
Governo
Estado comunista ditatorial

Iritréia

Mais recentemente o Senhor falou também sobre esta nação. É um país da África central onde o Islã domina e os poucos cristãos são perseguidos.

Por enquanto, oremos. Mais adiante, cremos que o Senhor nos abrirá oportunidades de lá irmos e pregarmos a Palavra de Deus.

Eritreia

Bandeira
Eritrea
Região
Leste da África
Líder
Presidente ISAIAS Afworki
População
5,9 milhões (22% urbana)
Cristãos
45%
Religião
Islamismo 50%, cristianismo copta, protestantismo
Governo
Governo de transição

 

Apesar de novo Líder, Cristão ainda são perseguidos na Coréia do Norte

Publicado em 04 set 2012 no site www.portasabertas.org.br

Continue orando pelos cristãos na Coreia do Norte, que decidiram seguir Jesus apesar do grande risco de vida que correm, assim como suas famílias. Nenhum país no mundo é tão avesso à crença em Cristo como o regime norte-coreano, e parece que, depois de mais de meio ano com um novo governante, nada mudou. O novo líder da Coreia do Norte foi fotografado sorrindo. Ele tem uma esposa. E até já passeou por uma montanha russa. Mas não se deixe enganar, disse Todd Nettleton, porta-voz da Voz dos Mártires EUA. “Fotograficamente, ele está fazendo comparações. Não a seu pai, Kim Jong II, mas a seu avô, Kim II-Sung, fundador da Coreia do Norte”, explicou. O que está acontecendo na Coreia do Norte é o cultivo de uma imagem. “Isso é perceptível pelo seu estilo de cabelo, sua roupa. Para nós, que estamos olhando de fora, isso não é visto, necessariamente, em primeira instância, mas para o povo da Coreia do Norte que, em última análise é o seu público, as semelhanças são vistas instantaneamente”.

Kim Il-Sung and Kim Jong-Il.jpg

Sua aparência moderna anda em conjunto com ideias modernas? De acordo com os contatos de trabalho da Voz dos Mártires, não. A realidade dos fatos é praticamente o oposto disso. Nettleton detalha a ligação entre os líderes. “Este é o neto de Kim II-Sung, que é o fundador do nosso país. Ao tomar o controle de volta ele está levando-nos à prosperidade e grandeza”.

A realidade é… A Coreia do Norte enfrenta ainda mais do que a escassez de alimentos básicos quando a seca é seguida por inundações devastadoras. Sem a ajuda da China, a fome em massa se torna uma possibilidade cada vez mais provável. No entanto, isso tem sido pouco significativo no sentido de desafiar a ideologia que recobriu a Coreia do Norte em sigilo. Nettleton argumenta: “O governo está construído sobre a ideia de ‘juche’, que é a palavra para ‘auto-suficiência’ e, realmente, este é um sistema religioso projetado para divinizar os líderes”. Outro ponto a ser lembrado é que as pessoas, por trás das cenas, não mudaram. Os generais que instalaram Kim Jong-un como líder ainda estão controlando as cordas. Promessas de reforma são enganosas, na melhor das hipóteses. Diante de toda essa situação, Nettleton não acredita que acontecerão grandes mudanças para os cristãos. “Quando você diz ‘eu sou cristão’, não é só uma questão de escolha de religião; você está realmente enfraquecendo o governo, isso é interpretado como uma traição, como se você dissesse: ‘Eu não estou seguindo a juche, não estou adorando nossos líderes, estou seguindo a Jesus Cristo’.”

A Coreia do Norte é considerada a nação mais hostil para se viver e praticar a fé cristã; há muitos relatos de cristãos que são presos por causa de sua religião. A Portas Abertas diagnosticou que pelo menos um quarto dos crentes do país estão definhando em campos de trabalho por se recusar a adorar Kim II-Sung. Qualquer pessoa que acredite em “outro deus” é automaticamente perseguida, razão pela qual os cristãos que vivem neste país devem permanecer na clandestinidade. Os métodos tradicionais de discipulado e evangelismo não existem no regime totalitário. Por isso, muitos irmãos precisam fugir do país, em troca de sua sobrevivência. Quando refugiados norte-coreanos são repatriados, é certo que serão punidos pelo governo. O nível de punição depende se eles vão para a Coreia do Sul ou simplesmente para a China. A Portas Abertas tem trabalhado com refugiados norte-coreanos enquanto estes ainda se encontram na China. O trabalho consiste em ajuda-los na difícil situação econômica em que se encontram, e também pregar-lhes sobre Cristo. Você também pode fazer parte deste trabalho tão importante, contribuindo para a manutenção e proteção dos servos do Senhor na Coreia do Norte.

*Foto: Estátuas de Kim Il-Sung (à esquerda) e Kim Jong-Il em Mansu Hill, Pyongyang.

Fonte: Mission Network News

Tradução: Ana Luíza Vastag

Pr. Inerves (139 Posts)

Sou pastor na Igreja Batista Jesus é a Vida em Ceilândia/Distrito Federal. Tenho 2 filhos e uma linda esposa que amo muitíssimo. Gosto de pessoas, gosto de viver a vida que Deus me deu, e vivê-la abundantemente, aproveitando as oportunidades que Deus dá para fazer coisas boas. Tenho também meu pai, meu irmão, minhas irmãs, sobrinhos e muitos amigos e irmãos em Cristo que trazem muito sentido à minha permanência na terra. Ao Senhor Jesus toda Honra, Glória e Louvor.


Copyright © 2010 Igreja Batista Jesus é a Vida.

Produzido por tendaestudio