Cristo, a Religião que Salva

“E, pondo-se Jesus a caminho, correu um homem ao seu encontro e, ajoelhando-se, perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe.
Então, ele respondeu: Mestre, tudo isso tenho observado desde a minha juventude.
E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.
Ele, porém, contrariado com esta palavra, retirou-se triste, porque era dono de muitas propriedades.
Então, Jesus, olhando ao redor, disse aos seus discípulos: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!
Os discípulos estranharam estas palavras; mas Jesus insistiu em dizer-lhes: Filhos, quão difícil é para os que confiam nas riquezas entrar no reino de Deus!
É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.
Eles ficaram sobremodo maravilhados, dizendo entre si: Então, quem pode ser salvo?
Jesus, porém, fitando neles o olhar, disse: Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível.
Então, Pedro começou a dizer-lhe: Eis que nós tudo deixamos e te seguimos.
Tornou Jesus: Em verdade vos digo que ninguém há que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou mãe, ou pai, ou filhos, ou campos por amor de mim e por amor do evangelho, que não receba, já no presente, o cêntuplo de casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, com perseguições; e, no mundo por vir, a vida eterna.” (Mc. 10.17-30)

É possível que você faça o mesmo questionamento daquele homem: “que farei para herdar a vida eterna?”.
Aquele homem tinha uma prática religiosa dentro de si, algo do tipo “faço bem ao próximo”, não faço isso, não faço aquilo. Mas Cristo deixou claro para ele que isso não era suficiente para garantir-lhe a vida eterna, pois uma coisa lhe faltava, seguir a Cristo. Isso, sim, seria seu verdadeiro tesouro.
Mas ele se entristeceu porque não estaria disposto a abrir mão de sua riqueza para andar com Jesus, pois essa era a condição para que ele herdasse a vida eterna, para que ganhasse a salvação de sua alma. É possível ser rico e ser salvo, mas aquele homem estava com o coração ligado à sua riqueza e confiava que ser uma pessoa do bem, que não mata, não rouba, não furta, não adultera etc lhe garantiria a salvação.
Mas o único meio de o homem se religar a Deus é Cristo, e não princípios morais e éticos, nem bens materiais. Cristo, sim, é a verdadeira religião que Salva. Cristo continua ainda hoje dizendo:

“Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que daria um homem em troca de sua alma?”.(Mc. 8.34-37)

Pr. Inerves

Pr. Inerves (139 Posts)

Sou pastor na Igreja Batista Jesus é a Vida em Ceilândia/Distrito Federal. Tenho 2 filhos e uma linda esposa que amo muitíssimo. Gosto de pessoas, gosto de viver a vida que Deus me deu, e vivê-la abundantemente, aproveitando as oportunidades que Deus dá para fazer coisas boas. Tenho também meu pai, meu irmão, minhas irmãs, sobrinhos e muitos amigos e irmãos em Cristo que trazem muito sentido à minha permanência na terra. Ao Senhor Jesus toda Honra, Glória e Louvor.


Copyright © 2010 Igreja Batista Jesus é a Vida.

Produzido por tendaestudio