Caminhando com Jesus

Em Lucas 2.41-48, vemos que, todos os anos, os israelitas subiam a Jerusalém para participarem da Festa da Páscoa. Jesus também foi, acompanhado de seus pais e ficaram lá por alguns dias. No caminho de volta, Maria e José estavam bem tranqüilos. Eles não estavam vendo Jesus, mas descansaram por achar que ele estivesse com alguns de seus companheiros de viagem.

Ao caminharem uma longa distância, perceberam que Jesus não estava ali e foram procurá-lo entre seus parentes e conhecidos. Mas eles não o encontraram. Resolveram voltar pelo mesmo caminho, de volta a Jerusalém.

Imagine a aflição de José e Maria, perder alguém tão importante como Jesus. Quem é pai ou mãe compreende perfeitamente como eles se sentiram. Coloque-se nessa situação: você está numa loja com seu filho e de repente, ele desaparece. Você procura nos corredores, pede para o gerente anunciar o nome dele, olha em todos os lugares possíveis e nada. Suas pernas começam a tremer sem parar, dá vontade de chorar, um desespero só! Quando você menos espera, seu filho sai de dentro das roupas que estavam nos cabides e você não sabe se fica feliz por vê-lo são e salvo ou se briga severamente com ele, por ter feito uma brincadeira de tão péssimo gosto (falo de crianças maiores).

Creio que a aflição de José e Maria não pode ser comparada com essa que relatei, pois eles não haviam perdido apenas um filho, mas seu Salvador e Senhor. Acho até que estavam sem esperanças de encontrá-lo, pois já haviam passados três dias. Mas, quando suas expectativas não eram as melhores, eles o encontraram no templo, no meio dos doutores, dando uma lavada de conhecimento e sabedoria naqueles homens tão maduros e conhecedores das Leis de Deus, ao ponto deles estarem perplexos com a pessoa de Jesus, que tinha apenas doze anos de idade.

O que os levou a perderem Jesus de vista? O comodismo, a tranqüilidade, achar que outros estavam com ele, e que isso era o bastante. Sendo que eles mesmos é que deveriam estar de olho em Jesus e caminhando com ele.

Quem deseja caminhar para a vida eterna, não pode se esquecer de Jesus, pois sem ele, não teremos sequer, chance de chegar lá. Disse Jesus: …Porque sem mim nada podeis fazer. (João 15.5b)

Seus pais não conseguiram prosseguir quando perceberam sua ausência. Eles precisavam de Jesus e sabiam que suas vidas não teriam sentido sem ele. Decidiram procurá-lo, voltando pelo mesmo caminho e o encontraram na Casa do Pai.

Não podemos transferir para os outros uma responsabilidade que é nossa. Não podemos chegar diante de Deus e nos desculpar dizendo que não andamos com Ele por causa de algumas pessoas que estavam no caminho. Cada um, individualmente, precisa caminhar com Jesus, e um dia, dará contas de si mesmo a Deus. Quando olhamos para os outros e para as circunstâncias, corremos o risco de nos perder para sempre do Mestre.

Muitas pessoas querem ir para o céu e tem até medo do inferno, mas não aceitam a graça e o amor de Deus. Acham mais cômodo viver uma vida totalmente secular e aparentemente tranquila. Deixam esse negócio de servir a Deus para os outros, sem perceber que estão perdendo a chance de andar com o Salvador e de fazer uma caminhada maravilhosa.

O que motiva alguém a deixar seu Salvador e esquecê-lo?  Pessoas? Coisas? Comodismo? Lutas? Perseguições? Desânimo?

É preciso voltar pelo mesmo caminho. É preciso voltar à Casa do Pai.

Assim como Jesus surpreendeu seus pais e os doutores da Lei, ele também quer nos surpreender com sua vida e graça abundante.

Diaconisa Cristina B. Barros – Igreja Batista Jesus é a Vida em Valparaíso

Pr. Inerves (134 Posts)

Sou pastor na Igreja Batista Jesus é a Vida em Ceilândia/Distrito Federal. Tenho 2 filhos e uma linda esposa que amo muitíssimo. Gosto de pessoas, gosto de viver a vida que Deus me deu, e vivê-la abundantemente, aproveitando as oportunidades que Deus dá para fazer coisas boas. Tenho também meu pai, meu irmão, minhas irmãs, sobrinhos e muitos amigos e irmãos em Cristo que trazem muito sentido à minha permanência na terra. Ao Senhor Jesus toda Honra, Glória e Louvor.


Copyright © 2010 Igreja Batista Jesus é a Vida.

Produzido por tendaestudio